17
Abr 15

 

 

Quem é que já ouviu falar da Avon? Presumo que todas as mulheres que adorem ser mães, donas de casa, esposas mas que tenham ainda mais prazer em ser MULHERES.

 

Bem, decidi falar desta grande companhia pois, apesar de conhecermos a empresa por vender produtos de beleza, não a conhecemos num todo, de forma, a avaliar o fantástico trabalho feito até aqui. Sendo assim, hoje quis partilhar com todas as mulheres, o facto desta, ser uma empresa com forte responsabilidade social, face ao “cancro da Mama onde, em 10 anos, já doou 7 mamógrafos digitais para hospitais portugueses” e “entre 2009 e 2013 conseguiu angariar 73.627€ para APAV, numa luta contra a violência doméstica”.

http://www.avon.com.pt/PRSuite/crusade.page 

http://www.avon.com.pt/PRSuite/domestic.page

Mas não é só desta forma que a Avon ajuda as mulheres, ajuda-nos também a ter mais tempo para nós, oferecendo-nos a possibilidade de gerir o nosso tempo da melhor maneira. Ou seja, oferecem-nos a oportunidade de trabalhar da maneira que nos seja mais favorável, com horários flexíveis, em que, somos chefes de nós mesmas.

Quantas mulheres conhecem que trabalham por turnos, sem ter tempo de acompanhar a educação dos filhos, que não arriscam na maternidade, porque têm medo de perder o emprego ou, até mesmo, que não seguiram os estudos superiores, porque não tem possibilidades financeiras? Enfim, tudo isto, são questões pelas quais o mundo feminino está a passar e que, com a Avon podem combater tudo isso.

Se ficaste interessada, então diz sim à felicidade, torna-te Revendedora Avon e junta-te à minha equipa. Como? Envia-me um e-mail para mkt.anadoamaral@gmail.com e terei todo o gosto em ajudar mais uma mulher a criar a sua liberdade financeira.

Informação adicional: Para se iniciar a atividade não é necessário comprar nada, não é obrigatório fazer encomendas em todas as campanhas, sendo que, ao fim da terceira sem compras é automaticamente excluída, para as encomendas que forem submetidas apenas terá pagar o valor já com o respetivo desconto, à Avon, ou seja, a diferença fica de imediato para nós e não se paga portes de envio.

Ainda não ficaste convencida? Então, e se te disser que ganhas diversas ofertas de produtos e que em todas as campanhas tens desde incentivos de vendas como bónus por atingir certos patamares.

Ainda não? Bem, realmente é verdade, esqueci-me de dizer que a Avon também oferece treinos de vendas e formação contínua sobre os produtos.

Não hesites, começa já! Junta-te a esta empresa que, mais uma vez, ganhou o prémio de Superbrands:http://www.avon.com.pt/PRSuite/superbrands.page?inm=y15:c11:prhome:banner:superbrand .

 

Ana do Amaral

Coordenadora Avon Cosméticos, lda

Zona: 010 Almada

 

 

 

publicado por anitapelomundo às 01:45
sinto-me: Partilhar
música: https://www.youtube.com/watch?v=VBmMU_iwe6U

02
Out 14

Quem já viu a nova coleção da Coach com uma imagem totalmente renovada?

Num momento em que as pessoas, cada vez mais, se querem destacar dos seus grupos e marcar a diferença perante a sociedade mostrando que estão na moda e fazendo a sua própria moda, o novo Diretor Criativo da Coach lança uma coleção que vai ao encontro destas exigências. 

Stuart Vevers, um designer de moda que, com apenas 40 anos, já traçou um percurso profissional brilhante. Desde a Mulberry, passando pela Loewe, chegou agora a Diretor Criativo da Coach, lançando este Outono e Inverno a sua primeira coleção. 

Numa coleção em que ele quis manter a tradição da marca americana, melhorando as peças criadas, dando-lhes acabamentos mais luxuosos e uma explosão de cores e padrões, facilmente conseguiu uma coleção destinada a mulheres com atitude mas que gostam de andar mais descontraídas. 

Bom, mas no meio do universo Coach adorei os novos Taxi Totes. Com uma pele visivelmente melhor que a usada anteriormente nos totes, com alças inspiradas nos remos dos barcos que dão maior resistência à peça, com um logótipo completamente renovado mas mantendo a leveza que já nos haviam habituado, serão sem duvida alguma os nossos melhores amigos nas viagens.

Tal como o próprio nome indica Taxi, esta é uma mala em que pode levar tudo e usar em diversas ocasiões, desde as mais sofisticadas com os modelos print às mais descontraídas com cores básicas. Pode usá-la, se andar a passear na cidade, se for às compras ou até mesmo para ir para ir até à praia. O facto de ter sistema de fecho, torna-a bastante segura quando a usar nas grandes cidades.

COACH TAXI TOTE IN LEATHER, IN ZEBRA PRINT LEATHER AND IN OCELOT PRINT LEATHER

 

Descubra todos estes modelos e muito mais na COACH do EL CORTE INGLÊS de LISBOA.

 

From Coach with love,

Ana do Amaral 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por anitapelomundo às 00:35
sinto-me: A pensar nas próximas férias
música: coconut tree mohombi ft. nicole scherzinger

01
Out 14

Nos dias de hoje, tanto homens como mulheres estão cada vez mais preocupados com a sua imagem e, cada vez mais, individualistas. Quando digo que, o ser humano hoje em dia é individualista, é no sentido em que cada pessoa se quer destacar do seu grupo, com o seu próprio estilo. Ou seja, se antigamente os elementos de um grupo de amigos eram todos iguais, hoje em dia encontramos no mesmo grupo, diferentes formas de estar, de pensar e de vestir.

E se falamos de imagem, falamos de moda e tendências. Mas para falar sobre isto, vamos falar da Cidade da moda.

Para quem gosta moda e estar a par das tendências, tem de fazer uma paragem obrigatória por Milão.

 

Após a nossa estada em Santorini, o próximo destino que estava a chamar por nós era Milão. O caminho foi longo mas valeu a pena. Isto porque, a nossa viagem tinha duas escalas, uma em Atenas (8h) e outra em Belgrado (2h).

 

Atenas:

 

Ao chegar a Atenas, guardámos a nossa bagagem no aeroporto onde pagámos cerca de 12€ (este valor varia consoante o tamanho de cada mala e o tempo que fica guardada) e apanhámos um autocarro direto para o centro da cidade, X95. O autocarro tem serviço disponível 24h e faz o trajeto de ida e volta do aeroporto ao centro por 10€/pessoa (cada viagem demora +/- 45min). Como chegámos à noite, apenas deu para jantar e dar uma voltinha por lá. 

 

 

Olá Atenas

 

 

 

 

 

 

 

 

Apesar da visita ter sido muito rápida conseguimos ver algumas coisas, como a Acrópole. O clima à noite é ótimo e as ruas estão cheias de turistas.

Sem dúvida alguma que será um local a voltar, para ver com tempo e poder apreciar toda a beleza da cidade.

  

MILÃO

 

Quando chegámos ao aeroporto de Malpensa, apanhámos um comboio em direção ao centro de Milão por 12€/pessoa com a duração de +/-40min (aqui compensa, andarmos de transportes tipo bus, metro ou comboio, do que, de táxi, devido ao dinheiro que se poupa). De seguida, fomos de metro para Amendola (o bilhete de 1 viagem custa 1.50€ e o bilhete para 24h custa 4.50€) onde estávamos hospedados no hotelamendolafiera.com. Posso dizer que é uma zona super tranquila, com vários transportes públicos, restaurantes, supermercados, etc.

 

Castello Sforzesco / Parco Sempione

 

O primeiro dia foi dedicado ao descanso.

No segundo dia foi para fazer tudo, menos descansar. Ou seja, toca a levantar cedinho porque há toda uma cidade a ser descoberta.

 

Começámos por ir ate ao Castello Sforzesco, ver de perto a belíssima construção do século XV de Francesco Sforzesco. Claro que, ao longo dos anos sofreu alguns restauros tornando-o ainda mais bonito.

 

 

 Torre del Filarete

 

 

 

Atenção: Aqui há muitas pessoas a ganhar dinheiro fazendo animação. Desta forma, se for abordado por algumas dessas pessoas tenha consciência que irá ter de dar-lhes dinheiro a seguir e eles não são nada meiguinhos a pedir...

 

 

Parco Sempione

 

Este parque é enorme, ótimo para passear em família, fazer corridas matinais, ou simplesmente, ter um momento de paz sentando de baixo de uma árvore a ler um livro ou a ouvir música.

 

 

Duomo di Milano

 

A Catedral situa-se na praça central de Milão e é uma das edificações mais célebres em estilo gótico da Europa.

É lindo poder apreciar de perto toda a arte por trás daquela imensidão. Mais que uma igreja, toda a sua construção complexa atrai inúmeros indivíduos, de todas as nacionalidades a ver tamanha beleza.

 

 

Duomo - Catedral de Milão

 

Não esquecer que por ser uma igreja, há várias regras a cumprir na hora de entrar lá dentro, tais como:

Não ir vestido da forma que eu fui - Por outras palavras, levar algo que tape as pernas até a meio e os ombros, caso contrário não deixam mesmo entrar.

 

 

Praça Central de Milão

 

Por ser uma cidade grande e ter sempre muitos turistas, torna-se também, o local preferido dos carteiristas, por isso, muito cuidado com os objetos de maior valor, há sempre muitos olhos à espera do mais pequeno descuido.

 

 

 Galleria Vittorio Emanuele II

 

Apaixonada pela moda como sou, era impossível não vir um dia à Capital da moda, nem às galerias Vittorio Emanuele.

É brutal ver algo que foi construído na primeira metade do Séc. XIX ter o impacto que ainda tem nos dias de hoje. O conjunto de lojas que lá moram das mais luxuosas às mais acessíveis tornam as ruas um verdadeiro concentrado de emoções e sensações que só quem lá passa consegue entender.

É de ressalvar que as ruas são verdadeiros desfiles de homens e mulheres, cada um com o seu estilo mas todos seguidores da moda e das tendências.

As lojas para além estarem muito bem decoradas, os funcionários são todos, uma simpatia fazendo um atendimento ao cliente cinco estrelas. Não vou negar que as minhas lojas favoritas foram a Prada, Michael Kors e Zara. 

 

 

 

Curiosidade:

 

Achei super interessante existir 3 tipos de semáforos: um para os condutores, outro para os peões e outro para os ciclistas.

Seria importante, muitas outras cidades europeias seguirem esta tendência que, para além, de organizar o tráfego das grandes cidades tem como base agir a favor da sustentabilidade, havendo uma maior preocupação com a qualidade de vida dos cidadãos. A sinalização é feita com lâmpadas LED, pois reproduzem melhor as cores, garantindo desta forma, uma melhor visibilidade por parte de todos.

 

Eram muitas as pessoas que me diziam que Milão não tinha nada para ver, que ia ser uma desilusão, etc, etc mas não há nada como ver as coisas com os nossos próprios olhos e para mim, para o meu gosto, adorei a cidade. Se há locais mais bonitos, sim há, não vou dizer que não mas que adorei, adorei e brevemente voltarei. Mais que não seja em Janeiro para aproveitar os saldos ahahaha.

 

Cada pessoa que olha para uma obra de arte, não vê a mesma coisa, não sente a mesma coisa e não entende a essência da mesma forma. Assim sendo, viagem muito porque, não há nada que pague todo o conhecimento e sentimento que trazemos de cada sítio em que passamos.

 

Ana do Amaral {#emotions_dlg.heart}

 

 

publicado por anitapelomundo às 00:50
sinto-me: Fashion
música: jessie ware wildest moments

15
Set 14

Quem me conhece sabe o quanto adoro conhecer novos sítios, novas culturas, novas pessoas, provar diferentes gastronomias e explorar a história e a arte de cada local. Por isso mesmo, decidi ir até Santorini descodificar cada uma destas coisas e tenho a dizer que o resultado final não poderia ser mais encantador que o esperado.

 

SANTORINI

Para quem quer descansar, passear, namorar e cultivar um pouco mais o saber está no sítio certo. Quem quer emagrecer, mais a frente vê que este não é o local ideal ahahah Papinha da boa mas muito gordurosa…

 

Após a nossa estada em Mykonos, apanhámos um Catamaran em direção a Santorini e, foi então, que começou uma nova aventura. Tal como referi no post anterior, esta viagem tem a duração mais ou menos de 2:30h com uma paragem em Naxos para deixar e apanhar alguns passageiros.

Ao chegarmos ao destino, fomos à procura de um autocarro ou um táxi que nos levasse em direção ao Hotel mas qual não é a nossa sorte que quando vamos em direção a um senhor pedir ajuda e dizemos que queremos ir para o Orizontes Hotel & Villas, em Pyrgos ele responde-nos: “Então venham comigo, esse é o hotel com quem trabalho e estava à procura dos nossos clientes”. Nós não tínhamos qualquer tipo de pedido feito neste sentido mas é super agradável pelo facto do hotel disponibilizar uma carrinha para o aeroporto ou para o porto sempre que sabe que vão chegar aviões ou atracar barcos. Curiosidade: Por acaso não tivemos que pagar nada mas normalmente quem faz reservas pelo Booking.com tem de pagar um extra para fazer o seu trajeto ate ao hotel, no entanto, caso faça a reserva via site oficial eles disponibilizam esse serviço grátis.

Nesse mesmo dia, aproveitámos para conhecer a vila onde se localiza o hotel e, sem dúvida alguma, foi o melhor sítio para ficar. Isto porque, a nível de localização estávamos muito próximos de tudo (apenas a 2min da vila, a 10 minutos das praias, a 7min do centro da ilha - tempo aproximado) e a nível de restauração, o atendimento era melhor e com ambiente mais calmo.

Esta vila era assim um mimo, ruas e ruas cheias de lojinhas que vendem produtos tradicionais da ilha a preços fantásticos. Aqui o preço de tudo consegue ser 2x menos que em Fira ou Oia.

 

 

 

 

 Pyrgos

 

 E claro, aproveitar o final da tarde para dar uns bons mergulhos na piscina... Ai como Adoroooooo :)

 

 

 Pool - Orizontes Hotel & Villas

 

No segundo dia, fomos até Fira onde temos um leque variado de oferta de restaurantes, uma baixa cheia de lojas desde as mais simples às mais requintadas e vários pontos em que podemos observar as paisagens de uma forma deliciosa. 

A ilha de Santorini é hoje, o que restou após uma gigantesca erupção vulcânica. Erupção essa que criou a atual caldeira e que levou a um maior afastamento da ilha Thirassia com a ilha de Santorini. Não esquecer que este Vulcão ainda se encontra ativo.

 

  Fira 

 

Aqui podemos observar como as cores embelezam qualquer olhar e fotografia.

As típicas construções pintadas de azul e branco, junto a este mar e céu azul é qualquer coisa de apaixonante.

Não fosse Santorini o lugar perfeito para namorar ;)

Bem e falando de Santorini, obrigatoriamente tenho de falar dos Burrinhos que lá andam. Pois, falar posso falar, agora andar isso não me convidem ahah Eles são super amorosos, andam devagarinho mas não, não consigo andar em cima deles.. Um dia explico o porquê :)

 

 

 

 

Continuando, depois de muito ouvir falar sobre o pôr-do-sol em Oía lá fomos nós atrás dele.

O caminho é longo, o tempo de espera é algum mas não há nada que pague, ver e sentir a alegria que é todo aquele espetáculo natural. Sim, porque apesar de ser algo que acontece todos os dias, as pessoas assistem tal qual uma peça de teatro e no final batem palmas, tornando o momento assim, uma coisa de outro mundo. Saindo dali só mesmo aproveitando aquelas noites quentes para jantar e beber um copo ou um gelado (já estou cheia saudades)!!!

Curiosidade: Convém ir para Oía cedo, de forma, a conseguir um bom lugar. A partir das 17:30h começa a ser um aglomerado de pessoas em todo o lado e naquelas ruas apertadinhas torna-se difícil de passar, podendo perder toda a envolvente do espetáculo.

 

 

 Sunset em Oía

 

Em relação aos restaurantes por aqui, poderia dizer que este ou aquele são os melhores mas antes de ir de férias fiz imensas pesquisas em que diziam que “X” era o ideal. No entanto penso, “como poderei dizer qual é o melhor se não experimentei todos?” Posso sim, dizer que nos quais estive, tive o prazer de comer e adorei o atendimento. Apesar de sermos estrangeiros as equipas atendem-nos como se nos fossem voltar a ver nas semanas seguintes. Recebiam-nos sempre com um elogio na ponta da língua e no final um abraço. 

É importante saber que a comida é muito gordurosa e bastante condimentada.

Para quem gosta de churrasco, tem que comer o que eles lá fazem, é assim uma coisa deliciosa.

Se gostas de cabritinho, lá há porta sim, porta sim grelhado nos restaurantes.

Para os amantes de queijo, aqui é o local ideal para comer de todas as maneiras e feitio. 

 

No terceiro dia, aproveitámos para fazer uma excursão até ao vulcão. Há muita oferta de passeios e vários tipos de preços, por isso, há que ver bem os roteiros que cada um oferece e escolher o que se adapta melhor ao gosto de cada um.

Como o passeio que íamos fazer era de barco, tivemos de ir até ao old port e para ir lá para baixo, tem de ser ou de burro ou de teleférico. Convém ir 1hora antes da hora da excursão, pois as filas de espera para descer e subir no teleférico são enormes.

 

 Chegada ao Vulcão

 

Aviso já que durante 1:30h estamos sempre a andar no vulcão, isto é, para quem quer acompanhar o guia e ouvir toda a explicação que ele dá sobre a história de Santorini. Devemos levar calçado confortável, pois todo o caminho é coberto de pequenas pedrinhas e a terra está demasiado quente. Devemos levar água para não desidratar e ir colocando bastante protetor solar.

 

 

  Vulcão

 

A fotografia que se segue, mostra bem o momento em si.

Aqui tivemos a possibilidade de mergulhar do barco e nadar pelas águas da caldeira, que são assim, quentes, quentinhas. Tivemos lá, perto de 30min mas a vontade era de ficar muito mais.

 

 Nadar nas águas quentinhas da Caldeira

 

Depois disto, fomos até à ilha de Thirassia. Aqui podíamos estar 2horas, gastando o tempo no almoço e a fazer praia.

Como estávamos à beira mar, o ambiente pedia para comer algo do mar e nada melhor que uma espetada (ou Souvlaki) de miolo de Sapateira com gambas no Restaurante “Labros”.

 

Ilha de Thirassia

 

O nosso dia foi muito giro mas muito cansativo. Por isso, hoje será apenas jantar algo rápido e deitar cedo. Amanhã é um novo dia e queremos aproveitá-lo ao máximo.

Fica aqui um miminho de como isto é lindo à noite.

 

 Fira - Noite

 

É engraçado como em Mykonos, todas as pessoas andavam de Scooter, já aqui tudo anda de Moto4 e nós não fomos diferente ahahah

Eu que detesto andar de mota no dia-a-dia, confesso que ali adorava. Era super giro ver a malta toda a andar de mota, muitos casais em que eram as meninas que conduziam e apesar de ser “o vale tudo” não tinha receio algum. Enfim, emoções e sensações que irão ficar guardadas na memória.

Curiosidade: Alugar uma mota ou carro a partir de dia 1 de setembro é mais barato, pois passa a ser época baixa.

 

 

  

Moto4 Time 

 

O dia de hoje tinha sido reservado para andar à descoberta de novas praias e apesar de não ter fotos de todas deixo aqui um cheirinho.

Curiosidade: Na Red Beach ficamos super bronzeados num instante mas do tipo, se ficarmos lá uma tarde, saímos de lá completamente chamuscados.

Entretanto, para ir para white beach ou para a black beach tem que se apanhar um barco que passa mais ou menos de 10 em 10min. O bilhete individual custa entre 4€ a 5€. No meio disto tudo, encontrámos uma praia fabulosa chamada “New Beach”, água transparente e ambiente super tranquilo, mais parece uma praia privada de hotel (mas não é) :)

 

 

Curiosidade: No meu caso, como foram 2 semanas intensas sempre de baixo do sol, tive especial cuidado nos produtos que levei como proteção solar e claro, quando bate a saudade de Portugal, nada melhor que ler uma revista e ficar a par das tendências.

 

 

Protetor Solar corpo: Lancaster 30 - Protetor solar rosto: La Roche Posay Anthelios 30 (Para quem tem problemas de Acne isto é fantástico) Revista: Activa

 

Se a tua próxima viagem é Santorini, espero que este post tenha ajudado a planear melhor os locais que vais visitar.

 

 

Próximo Post será sobre Milão!

 

 

 

 

 

 

 

publicado por anitapelomundo às 00:30
sinto-me: Apaixonada
música: Sam Smith - Stay With Me

13
Set 14

Se há coisa que amo, é viajar. Se a vida são dois dias, então vamos aproveitá-los e dar a volta ao mundo descobrindo toda a magia por aí espalhada.

Este verão, apeteceu-me fugir para terras gregas, fazendo uma breve passagem por Itália. E, nada melhor que, descobrir a essência de Mykonos, as cores que desenham Santorini e a perdição das compras em Milão.

Como sempre, em Janeiro começo logo a pensar o que fazer nas férias de verão. E, este ano não foi diferente. Após um exaustivo ano de estudos e trabalho pensei: “Ana sai daqui, vai para fora, diverte-te à grande e tem o merecido descanso que há muito desejas”.

 

 

MYKONOS

   Para realizar a primeira parte do meu desejo, pensei logo em MYKONOS e em toda a envolvente desta ilha.

 

 

A minha viagem começou em Lisboa com uma breve paragem em Barcelona. Quando cheguei ao destino, confesso que, apanhei um grande susto ao ver o tamanho do aeroporto, é tão pequenino... pois, assim que saimos do avião, entramos diretamente para a área de levantamento da bagagem e praticamente a porta seguinte, é a porta de saída para o exterior do edifício. Um tanto ou quanto estranho mas ok :)

Nesse mesmo momento a minha preocupação era, como ir agora para o Hotel Manoulas Mykonos Beach Resort, em Agios Ioannis? E, foi então, que pensei: se apanhar um táxi irei lá ter, fácil, fácil mas antes deveria ser caro, caro, porque apanhei um táxi que para fazer o trajeto do aeroporto ao hotel em menos de 10minutos, cobrou-nos 20€. O ideal é antecipadamente pedir ao hotel que disponibilize um transporte que faça essa mesma deslocação com preços mais acessíveis, pois caso contrário os valores a pagar são sempre bastante exagerados.

Ao chegar ao hotel, aproveitámos logo para fazer praia e um pouco de piscina, andava a ressacar uns bons banhos de sol eheheh.

 

 

Final de tarde no nosso hotel

 

 

Na primeira noite, decidimos ir jantar ao Hippie Fish, onde comi um maravilhoso Sea – food Risotto. Aliás, tudo ali é super saboroso, com excelente atendimento ao cliente e com um ótimo ambiente. Quem visitar esta ilha, tem que fazer uma paragem obrigatória neste restaurante.

 

No dia seguinte, decidimos alugar uma scooter - Fica aqui a dica, o ideal para conhecer a ilha toda de uma ponta a outra é alugando uma scooter, Moto 4 ou um automóvel que seja relativamente pequeno, devido à escassez dos transportes públicos. Achei engraçado o facto de não ser obrigatório o uso do capacete e a condução lá, ser tipo, vale tudo.

Entretanto, fomos diretos a Chora, onde podemos encontrar todo o tipo de lojas, desde as que vendem os artigos tradicionais da ilha, bem como, lojas pertencentes ao segmento de luxo. É lá também, que encontramos um maior aglomerado de restaurantes, bares e agências de viagens.

Foi muito interessante passear por todas aquelas ruas que mais parecem labirintos. Se por um lado, ao olharmos para a direita vemos Little Venice (um sitio fantástico para jantar a beira mar e beber um copo, desnecessário será dizer que foi aí mesmo que iniciei a minha noite), por outro, olhamos para a esquerda e vemos uma fileira de moinhos.  

 

 

 No terceiro dia, fomos à descoberta das fabulosas praias por ali escondidas, tais como, Super Paradise, Elia, Platys Giales e Paranga, no entanto, a nossa escolha foi a Paradise, onde podíamos comer deliciosas saladas gregas no bar Tropical. O ambiente é super agradável, os sunset party são muito divertidos, tornando-se um local perfeito para quem gosta de animação. Curiosidade: No dia em que fomos estava a haver uma festa brasileira onde me ri muito e dancei bastante, logo a partir das 15h. As águas em quase toda a ilha são calmas e quentinhas q.b.

 

 

No último dia aproveitámos mais uma vez a praia do hotel que era fabulosa e a piscina para manter o bronze.

Não esquecer: Aqui o sol queima muito, sendo necessário usar bastante protetor solar tanto para a pele, como para o cabelo. Como as águas são demasiado salgadas, pelo menos, muito mais que em Portugal, ter em atenção aos produtos que vão usar no cabelo, tais como, shampoo sem sal para não o desidratar e uma boa máscara para que o mesmo se mantenha bonito.

 

 

 

NNo final do dia, fomos jantar ao restaurante Bellissimo Pizza & Pasta que ficava mesmo em frente ao hotel mas para aproveitar a nossa última noite na ilha, fomos à capital novamente fazer umas comprinhas e descontrair um bocado.

Fica aqui um cheirinho de como são aquelas ruas à noite.

Será importante dizer que o mês de Julho e Agosto são a altura em que faz mais calor e há muitos turistas. No entanto, no final de Maio e no início de Setembro também são alturas com ótimas temperaturas e a ilha recebe metade dos turistas em comparação com a época alta.

 

 

 

 

No dia seguinte, fomos de manhã cedo, entregar a nossa scooter onde pagámos por cada diária 27€ (preferimos pagar um pouco mais mas ter algo minimamente rápido e seguro). E, fomos diretos para o New Port onde apanhámos um Catamaran MasterJet em direção a Santorini, aqui iremos ficar uma semaninha.

Esta viagem tem um custo de 55€/pessoa e é super tranquila, sem enjoos. Lá dentro há um bar que disponibiliza diversos artigos alimentares, muito saborosos e com preços bastante acessíveis. Não vale a pena, as pessoas levarem comida para as 2:30h/aproximadamente de viagem.

Curiosidade: Os bilhetes para a viagem de Catamaran, devem ser comprados com antecedência, de forma, a que o horário ideal dos passageiros vá ao encontro da disponibilidade fornecida pela organização. Nós comprámos os nossos na Seajet mas pelo que sei há mais sites a vender estas viagens.

 

O próximo post será sobre Santorini...

 

 

 

 

 

 

publicado por anitapelomundo às 00:31
sinto-me: Feliz
música: Bailando - enrique iglesias

Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


subscrever feeds
arquivos
2015

2014

Instagram
instagram.com/ana_do_amaral/
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO